A cada dia surgem novas tecnologias e produtos excelentes para utilizarmos no tratamento dos nossos pacientes. Os bioestimuladores já estão no mercado há algum tempo, mas tem sido cada vez mais procurados para o tratamento de determinadas queixas.

Para o quê são indicados os Bioestimuladores?

A principal indicação dos bioestimuladores é o combate a flacidez da pele. Através de uma reação inflamatória controlada, os bioestimuladores estimulam a produção de colágeno, melhorando a textura, elasticidade e turgor da pele. O procedimento é injetável, e pode ser feito no consultório, com aplicações no local indicado.

Como Funciona o Pós-Procedimento

Não há necessidade de afastamento das suas atividades cotidianas ou físicas, podendo acontecer somente um leve inchaço na região aplicada e alguns leves hematomas da aplicação. O efeito demora por volta de 3 meses para ser visível, e normalmente são indicadas de duas a três sessões para o melhor resultado.

Quais são os Tipos de Bioestimuladores?

Existem dois produtos amplamente estudados e extremamente seguros no mercado brasileiro : o SCULPTRA®, fabricado pela em presa Galderma, e o RADIESSE®, produzido pela empresa Merz. Cada produto tem a sua indicação para determinar área, e essa decisão deve ser tomada pelo médico especialista. As áreas mais comuns de aplicação são face, pescoço, colo, mãos, e diversas áreas corporais.

No corpo, podem ser aplicados em pacientes que apresentam uma leve flacidez abdominal, vinda no período pós gestação ou mesmo por variações de peso, com um resultado excelente quando bem indicados. Também pode ser utilizado para melhora da flacidez de parte interna e externa das coxas e glúteos, auxiliando inclusive na celulite. Finalmente, podemos utilizar os bioestimuladores também para a melhora da flacidez do braço, principalmente na região posterior, conhecida popularmente como área do “tchauzinho”.

Para um bom resultado, busque por um profissional registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.