pixel
(11) 3815-9091

Muito ouvimos falar a respeito dos tipos de preenchedores faciais que atuam na restauração do volume e redução dos sinais do envelhecimento. O mais conhecido é o realizado com ácido hialurônico. 

Mas, afinal, os Preenchedores são todos iguais?

Não, não são. 

Os produtos, técnicas e profissionais são diferentes.

Plano de Estruturação para o Preenchimento Facial

Antes de determinarmos o produto, avaliamos a face do paciente, identificando quais são as necessidades de reposição e equilíbrio da estética facial, determinando, assim, o tipo de preenchedor e técnica a ser utilizada.

Do que os Tipos de Preenchedores são feitos?

Existem diferentes tipos de preenchedores no mercado, mas os mais utilizados hoje são os de ácido hialurônico, que é uma molécula presente na nossa pele. Esse tipo de preenchimento permite a restauração do volume facial. Antes, a aplicação era realizada pontualmente na região do sulco, bigode chines, linhas de marionete, olheiras, como se preenchessem apenas as sombras. 

Porém, atualmente, alteramos a forma de tratamento, deixando-a mais efetiva. 

Quais são os Tipos de Preenchedores Disponíveis?

Temos tipos de preenchedores mais concentrados até os mais leves. 

O Volux, por exemplo, possui grande concentração e é o mais espesso. Atua na definição do terço inferior, mandíbula e queixo, deixando a região um pouco mais desenhada. Sua duração é excelente, e a integração é ótima.

O Voluma, também com excelente concentração e utilizado há muitos anos, permite a estruturação do terço médio facial e a reposição da perda óssea e de gordura.

O Volift é um pouco menos denso. O produto age na reposição de compartimentos de gordura e atua na região labial e do sulco nasogeniano (bigode chinês).

Já o Volbella é aplicado para refinamento da região das olheiras, lateral dos olhos e pés de galinha. É uma ótima alternativa para refinar os traços labiais, proporcionando delicadeza e efeito suave de preenchimento

Por último, o Volite, promove a hidratação da pele de dentro para fora, melhorando a textura, viço e qualidade da pele. Reduz rugas finas e craquelamento da pele. 

Quanto cada paciente precisará, qual será aplicado, qual plano de aplicação, quantidade do ponto e como será realizado, dependerá do profissional que você escolher, dos seus planos e necessidades.

Por isso, busque por um profissional membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. 😉